Jump to content

Andressa Rossi Ferrassa

Pessoal da TecnoSpeed
  • Contagem de Conteúdo

    23
  • Ingressou

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    5

Andressa Rossi Ferrassa ganhou o dia em Setembro 10

Andressa Rossi Ferrassa teve o conteúdo mais curtido!

Informações Pessoais

  • Cidade
    Maringá
  • Estado
    Paraná (PR)

Clientes & Parceiros

  • Você é um cliente TecnoSpeed?
    Não
  • Você é um parceiro da Casa do Desenvolvedor?
    Não

Visitantes Recentes do Perfil

190 visualizações do perfil

Conquistas de Andressa Rossi Ferrassa

Nerd

Nerd (4/11)

  • Ótima Reputação Raro
  • Positividade Raro

Emblemas Recentes

94

Reputação na Comunidade

  1. SETEMBRO AMARELO Você sabe o que é? Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. O Dia Mundial de Prevenção do Suicídio é 10 de setembro, mas campanha ocorre durante todo o mês, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações. Dados importantes: Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o suicídio é a causa de uma morte a cada 40 segundos no mundo; aproximadamente 883 mil pessoas se matam a cada ano. O Brasil se encontra na oitava posição dos países com maior número de suicídios, segundo ranking divulgado em 2014 pela OMS. Segundo estimativas da organização, 90% dos suicídios poderiam ter sido evitados. Diversas medidas podem ser tomadas neste sentido, como tratamentos psicológicos, a difusão de informações sobre sinais de risco do suicídio e o fortalecimento de redes de atendimento. Vamos falar sobre isso! A campanha alerta que o estigma em torno dos transtornos mentais e do suicídio faz com que muitas pessoas que estão pensando em tirar suas próprias vidas não recebam a ajuda necessária. Como parte da solução, o debate deve ser ampliado e o assunto não deve ser um tabu: a prevenção ao suicídio é essencial e, ao contrário do que já se pensou, falar sobre o tema não incentiva a prática. Se feito de forma responsável, a atenção de familiares, amigos e, principalmente, profissionais pode ser fundamental. COMO VOCÊ PODE AJUDAR ALGUÉM: - Escute a pessoa; - Não julgue; - Tenha empatia; - Respeite as opiniões e valores da pessoa; - Demonstre afeto, preocupação e cuidado; - Caso veja que você não é a pessoa certa para essa posição, oriente ao atendimento especializado. SINAIS DE ALERTA: - Sentimento de tristeza; - Perda de interesse por atividades habituais; - Relatos de solidão; - Ansiedade; - Aversão social; SE PRECISAR DE AJUDA: - Fale. Esse é o primeiro passo pra prevenir o suicídio; - Saiba que você tem valor; - Procure apoio. Ajuda do outro lado da linha: Quem precisa de ajuda pode recorrer ao Centro de Valorização da Vida (CVV), grupo de aproximadamente 2 mil voluntários que oferecem apoio emocional gratuito. O CVV atende por telefone, chat, Skype, e-mail e até pessoalmente, em casos mais graves. Também existem programas de saúde pública que prestam atendimento gratuito como os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Se você precisar, não tenha medo ou vergonha de procurar ajuda! Se preferir, pode entrar em contato comigo ou com algum de nossos psicólogos
  2. Exatamente Rafael, cada um tem seu tempo e o desenvolvimento é algo muito particular, quando é respeitado e compreendido flui de maneira bem mais intensa e efetiva.
  3. Muitas pessoas tem essas dificuldades na hora de se comunicar, fico feliz que tenha gostado
  4. Olá pessoal! Finalizei recentemente o curso de oratória da Conquer e estou aqui para repassar um pouquinho do que aprendi com ele. Para começar, quero te fazer algumas perguntas: Você fica nervoso(a) quando alguém te diz “precisamos conversar”? Alguma vez você já deixou de ter uma conversa difícil por medo da reação da outra pessoa? Você tem alguma dificuldade em dizer “não”? Se você respondeu “sim” para alguma dessas perguntas, esse conteúdo poderá te ajudar A comunicação transparente é uma daquelas habilidades que a escola não ensina pra gente, mas é essencial para qualquer um. As principais vantagens de desenvolvermos ela são: LIBERDADE: liberdade de poder se comunicar sempre, para poder dizer não, de proteger seu tempo. FORTALECER RELAÇÕES: Ao mesmo tempo, com essa habilidade você vai conseguir ter conversas difíceis e ainda assim fortalecer relações com a base da confiança que é construída com uma comunicação aberta e sincera. FEEDBACKS: Na hora de dar aquele feedback desconfortável para alguém, você conseguirá ajudá-lo a se desenvolver. Agora você deve estar se perguntando… "tá, mas como eu faço isso?” Já vamos chegar lá! A metodologia utilizada no curso se chama TAMP (): T - Tirar o elefante da sala: Durante aquele bate papo que não é tão confortável, mas que precisa acontecer, você tira o elefante da sala, você trata o assunto com muita sinceridade e empatia, NÃO dê voltas e enrole, exponha o assunto e mostre humildade e vulnerabilidade. Usar senso de humor, se fizer sentido, também pode ajudar. Ex.: “Olha, não sei bem como começar essa conversa, mas é muito importante pra mim que a gente converse sobre…” A - Adultos: Trate o outro como adulto. Muitas vezes acreditamos que o outro não está pronto para ter determinada conversa, e isso nos deixa inseguros. Entenda que o outro é adulto e saberá sim receber essa conversa. M - Médicos: Converse com a mesma calma com que você expõe suas queixas ao médico. Mantenha o tom de voz tranquilo, demonstre segurança, mantenha bom espaçamento entre as palavras. Assim, você conseguirá controlar melhor suas emoções durante conversas difíceis. P - Perguntas: Faça perguntas para garantir que a conversa não seja unilateral e para saber que a mensagem foi entendida sem nenhum erro de interpretação. Dicas Bônus Ao expor alguma ideia, evite dizer: Obviamente, claramente, sem dúvidas: Não acredite que seu ponto de vista é tão óbvio. Evite generalizar: Cuidado com expressões como “você sempre, você nunca”. Evite dizer: “você faz com que eu me sinta…”. Dessa forma, você estará culpando os outros pelos seus sentimentos. No lugar disso, procure usar exemplos para justificar o posicionamento. Até o próximo post
  5. Excelente conteúdo!!! Parabéns pela iniciativa de compartilhar conhecimento sobre algo tão importante
  6. O que é sexta-feira 13 perto do terror que é a internet cair durante a reunião importante
  7. Excelente conteúdo! Como nosso inconsciente comanda nossas vidas, né?
  8. O que nós trabalhadores temos vivido nos últimos tempos é único. As emoções, seus desdobramentos físicos e psíquicos associados a uma nova organização do trabalho, as mudanças e as novas experiências trazem uma série de dúvidas, adaptações e alguns cuidados para a saúde neste momento específico, e deixa em aberto como serão os desdobramentos no término desta pandemia. A saúde mental nunca esteve tão em alta. Após um ano marcado pela maior crise sanitária do século, vimos crescer consideravelmente a procura por soluções completas para suprir não só o cuidado com a saúde física, mas, principalmente, com a mental. O trabalho é um elemento chave para o bem-estar e a saúde mental, está no núcleo da vida contemporânea ao possibilitar segurança financeira, identidade pessoal e social e oportunidade de contribuir para a comunidade. Por outro lado, o ambiente que tem se desenhado nas últimas décadas envolve novas tecnologias, intensa competitividade, concorrência global e cobrança de metas cada vez mais ambiciosas. As alterações na rotina de trabalho de milhares de pessoas no mundo inteiro durante a pandemia, com experiências de home office mais recorrentes e intensificadas geraram diversas dificuldades de adequação do ambiente doméstico para dar conta das sugestões que vêm sendo frequentemente apontadas para garantir a produtividade e isso, por si só, já é um agravante psíquico em um cenário de tantas incertezas. Por outro lado, de acordo com uma pesquisa da Microsoft, a elevação do nível de produtividade dos times aumentou com o trabalho remoto e passaram a contar com profissionais mais motivados. De acordo com a pesquisa, os 5 principais motivos disso, são: vestir-se mais casualmente, poder personalizar o espaço de trabalho, ter mais tempo para os hobbies, trazer o trabalho para dentro de casa e poder trabalhar com o seu pet do lado. Partindo-se da ideia de que a normalidade seria a forma como sobrevive-se no mundo e este conceito traz a possibilidade de se tentar caracterizar o que seria a nova forma de sobrevivência, o novo normal certamente é um conceito dinâmico e em construção, que engloba a reflexão sobre a existência humana, valor das pessoas, e consequentemente, dos trabalhadores, as diferentes formas que o trabalho ganhará e as inter-relações que serão estabelecidas na vida e no mundo do trabalho a partir deste novo momento histórico. Somos convidados a assumir, proativamente, querendo ou não, novas dinâmicas na vida pessoal, profissional e social. Pensar e agir ativamente, convida a cada um a se deparar com sua própria vida e a forma que a conduz, trás o desafio de se adaptar ao novo e, para muitos, gera sentimentos de medo, ansiedade, angústia, impossibilidades, depressão entre outros. Seguindo algumas dicasvocês poderão melhorar a qualidade de vida e a produtividade no trabalho. Confira Defina limites claros. Evite misturar o tempo de trabalho com o tempo pessoal. Estabeleça notificações adequadamente para que você não fique respondendo e-mails de trabalho enquanto está com seus filhos no parque ou no horário que você separou para meditar. É também por isso que um espaço específico para o trabalho é tão importante. Quando o dia terminar, feche a porta e deixe o trabalho no trabalho (ou para o próximo horário que você for trabalhar). Controle sua agenda. Organize o seu dia e a sua agenda de modo a ter mais motivação e produtividade. Bloqueie períodos de acordo com as suas prioridades. Otimize seu ambiente. Para serem produtivas, algumas pessoas precisam de mesas vazias, com apenas alguns objetos. Já outras possuem mesas que refletem a sua bagunça (digo, criatividade! ). Muitas pessoas que trabalham remoto recomendam ter a mesa próxima à luz natural e usar plantas como as suculentas para criar uma atmosfera aconchegante. Vista-se para o trabalho. Da mesma maneira que não é recomendável trabalhar de pijama, não é preciso vestir roupas sociais e sofisticadas que vão te dar trabalho depois para passar com o ferro. Caso seu cargo permita, vista-se com um look meio termo, ou seja: que te dê conforto ao mesmo tempo que faça o seu corpo entender que aquele é o momento de trabalhar. Cuidado com as partes de baixo da roupa também, porque você pode se distrair em uma reunião por vídeo e acabar aparecendo com pijama. Faça pausas. Quando o assunto é home office, não há ninguém que te chame para um café ou um bate-papo no corredor. Por isso, procure uma forma de adicionar pausas em sua rotina. Não subestime a importância desses intervalos: pesquisas indicam que o trabalho remoto pode levar ao esgotamento, caso não haja um momento para espairecer. Você pode levar seu cachorro para um passeio rápido, almoçar com seu parceiro e até mesmo tirar um tempo apenas para se levantar e caminhar pela casa. Saiba quando parar. Toda manhã, antes de começar a trabalhar, faça um planejamento do horário em que deseja parar. Durante o home office, é fácil apenas continuar trabalhando sempre que surge uma nova demanda. É importante ressaltar que uma jornada estendida não faz com que você seja mais produtivo - além de fazer mal para a sua saúde. Fale sobre seu dia. O trabalho remoto pode ser solitário e, por isso, é importante estar em contato com outras pessoas. Uma conversa rápida de cinco minutos com o parceiro, colega de quarto ou membro da equipe. Caso você não tenha com quem conversar, envie um e-mail para si mesmo. O ato de escrever é capaz de auxiliar no processamento dos acontecimentos do dia e na organização dos pensamentos. Além disso, olhar para trás pode ser motivador, uma vez que você poderá visualizar as coisas que já realizou. O ser humano precisa de diferentes espaços para se constituir. Em tempos novos, de desconhecido futuro, de vivência presente das incertezas, em que aflora o sentido da vida e da morte, as inseguranças, os medos, as dúvidas, as ansiedades, as angústias exacerbam-se em muitos trabalhadores. É preciso acreditar e ter a esperança que não está sozinho, que têm seus colegas, sua chefia, todos os envolvidos com seu trabalho. Fica a dica! Se torna necessária a procura por ajuda a partir do momento em que sintomas como: ansiedade intensa, preocupações recorrentes, alterações do sono, tristeza, angústia e desânimo, começam a tomar a maior parte do dia, persistindo por mais de uma semana atrapalhando a rotina habitual. Isso chama a atenção para buscar auxílio de um psicólogo(a). Então respira fundo e observe suas emoções, identificando algum desses sinais procure orientações com um dos psis do GP da Tecno > Andressa Rossi, Raquel Vinhoto, Rafael Colombo e Danila Paro.

Sobre o Fórum

Este é um fórum para todos os devs e software houses!

Você como dev já passou por uma situação onde aconteceu algum bug, olhou para os lados e não tinha ninguém para te ajudar? Seus problemas acabaram! 😎 

Bem-vindo(a) ao fórum da Casa do Desenvolvedor, uma comunidade completa, onde desenvolvedores, software houses, aficionados por inovação e tecnologia podem tirar dúvidas, compartilhar novidades e conhecimento, trocar experiências e até postar uns memes que só nós da tecnologia entendemos 😅

Crie agora sua conta e vamos juntos criar uma comunidade forte! 

×
×
  • Create New...